• Dionathan Sousa

7 Empreendedores que Deram a Volta por Cima

Você já teve o sonho de deixar o seu emprego e montar seu próprio negócio?

Se você teve esse sonho e resolveu realizá-lo, você sabe que nem tudo são rosas neste caminho.

O mundo do Empreendedorismo, reserva uma série de surpresas, e dificuldades que precisam ser enfrentadas para alcançar o sucesso. Leia atentamente a esse artigo, pois ele poderá lhe dar inspiração para possíveis percalços que você possa enfrentar na sua empresa.

Leia também: 15 Dicas para Reduzir os Custos da Sua Empresa

Listamos sete empreendedores que deram a volta por cima, em várias adversidades, nas quais passaram e venceram.

1 - Steve Jobs

Olhando para o cenário atual parece difícil acreditar que a marca da maçã mais famosa do mundo esteve à beira da falência, certo? Mas isso já aconteceu.


A Apple foi fundada em 1976 por Steve Jobs e seu sócio Steve Wozniak, e funcionou num primeiro momento, no quarto de Jobs. Lá foi criado o Apple I, um dos primeiros computadores pessoais da história.


Desse computador, revolucionário para os padrões da época, foram vendidas 200 unidades, o que aos poucos fez com que a empresa fosse se solidificando para em 1983, lançar o Macintosh. Porém por conta de uma série de conflitos entre os seus líderes, Steve Jobs foi expulso da empresa em 1985.

Sem a ousadia e a criatividade de Jobs, a empresa passou por maus bocados, e nenhum de seus produtos fizeram sucesso desde então. Tentaram até no início da década de 90 lançar seu próprio console de videogame, seguindo a febre da época, que foi um verdadeiro fiasco.


No ano de 1997, Steve Jobs recebe, e aceita um convite para voltar a empresa, e o resto, a história nos mostrou. Com o lançamento de diversos produtos disruptivos e de sucesso, que simplesmente mudaram o Mundo, alguns exemplos deles são: o iPod, o iPhone eo iPad, a empresa tornou-se simplesmente uma das marcas mais valiosas do Mundo até sua morte em 2011, e hoje através do seu legado, a marca mais valiosa do Mundo.








2 - Walt Disney

O criador do Mickey, do Pato Donald e companhia também passou por alguns maus bocados antes de alcançar o sucesso. Nascido em 1901, Walter Elias Disney sempre gostou de desenhar, no entanto sofreu em sua infância com a rigidez de seu pai. Após servir por pouco mais de um ano na Primeira Guerra Mundial como motorista de ambulância na Cruz vermelha, Walt retornou e matriculou-se em uma Escola de artes, passando a trabalhar em algumas agências de publicidade, no início dos anos 20. Em seguida, juntamente com seu irmão Roy e seu amigo Ub Iwerks, criou uma pequena produtora que animava contos de fadas que eram exibidos antes dos filmes no Cinema, a “Laugh-O-Gram”. Após alguns personagens criados e algum dinheiro arrecadado. Disney fo ia Nova York e descobriu que dois dos seus principais personagens. Alice, e o coelho Oswald haviam sido roubados, juntamente com sua equipe de desenhistas e algumas encomendas, porque não havia sua assinatura nos projetos.



Mesmo sob pressão Walt, falou a seus sócios que não se preocupassem, pois ele já tinha em mente um personagem espetacular. Juntamente com Ub Iwerks foi criado então, o Mickey Mouse no ano de 1928, para competir com o sucesso da época, o Gato Felix. O camundongo, até hoje o personagem de maior sucesso dos Estúdios Disney, também marcou uma série de mudanças na produtora, que passou a se chamar Walt Disney Company. Roy passou a cuidar da parte financeira, enquanto Walt produzia e dirigia, e Iwerks desenhava.


Logo, surgiram outros personagens para contracenar com Mickey, foram anos prósperos que renderam a Disney o oscar de melhor curta-metragem de animação em 1932.

Com a criação do primeiro longa-metragem de animação, Branca de Neve e os Sete Anões, eles conseguiram construir um novo estúdio e lançar outros longas. Porém, com o início da Segunda Guerra Mundial, a empresa foi a ruína e após esse período, Walt Disney tinha apenas duas opções, ou faria um Longa-metragem de sucesso, ou vendia a empresa. Foi decidido então, fazer o filme Cinderela, que gerou renda o suficiente para a empresa continuar com suas atividades.

Alguns anos depois a Disney se aventurou em filmes com atores, como a ilha do Tesouro em (1950) e 20.000 Léguas submarinas (1954), além de um filme que misturava personagens humanos com animação, Mary Poppins (1964).

Em 1955, foi inaugurada a Disneylândia, o primeiro parque temático da Disney, em parceria com a televisão ABC, localizado na califórnia.

Walt Disney é o detentor do maior número de Óscars até o momento, com 22 estatuetas, em vida mais 4 honorárias, depois de seu falecimento, tendo sido indicado para o prêmio 59 vezes.

Walter Disney faleceu em 1966, não podendo ver a inauguração do segundo parque Walt Disney World em 1971, em Orlando, mas com certeza seu legado, é algo que é impossível de ser ignorado ao visitar qualquer um dos parques.

3 - Ferrucio Lamborghini

Ferrucio Lamborghini nasceu em uma família de plantadores de uva e começou a se interessar por carros quando trabalhou como mecânico para as Forças Aéreas da Itália.


A sua primeira experiência solo foi uma oficina mecânica que fazia reparos em carros e motocicletas. Logo, ele começou a comprar maquinário militar da Segunda Guerra Mundial e usar as peças para montar poderosos tratores, que eram uma grande demanda do país na época do pós-guerra.

Depois de montar sua companhia em 1963, Lamborghini logo começou a ganhar muito dinheiro criando carros de luxo. Ele nunca se conformou, no entanto, com os seus concorrentes. Não entendia como uma Ferrari poderia custar tanto sendo tão “mal feita”, segundo suas próprias palavras. Ele trocou a sua, durante uma mesma viagem, ao menos três vezes. Incomodou tanto a empresa que chegou a se encontrar com o fundador, Enzo Ferrari.

Essa é uma história com duas versões. Numa delas, Enzo, que nunca respeitou nenhum de seus clientes, ignorou Lamborghini. Outros dizem que foi o fato de ele ser filho de agricultores que levou Ferrari a destratar seu concorrente.

Uma terceira versão da história diz que o Ferrari não viu nenhum problema nos carros do mecânico. Em todas elas, no entanto, Lamborghini foi destratado pelo empresário.

Alguns anos mais tarde, como vingança, ele contratou alguns dos designers de sua concorrente.

4 - Jack Ma - Alibaba e Aliexprex

Ma Yun não teve uma carreira estudantil de destaque na escola. Ele tentou entrar em Harvard dez vezes, sendo rejeitado em todas. Então, foi para outra faculdade e resolveu procurar um emprego.Após inscrever-se em 30 vagas, e ser rejeitado em todas elas, Yun adotou o nome Jack Ma e resolveu aprender inglês.

Durante nove anos, ele frequentou o principal Hotel da cidade onde vivia, para conversar e guiar turistas, voluntariamente.

Ele também criou seu próprio negócio: o comércio eletrônico Alibaba. Mas o dinheiro demorou para chegar. Quando ia a restaurantes, ele conta que diversas vezes a conta já vinha paga, com uma nota: “eu ganhei muito dinheiro com o Alibaba, e eu sei que você não. Obrigado.”


Mesmo assim, ele prosseguiu com o que acreditava ser a tendência do mundo, e ele estava certo. Com o boom da internet, a partir do ano de 2004, a situação de Jack se inverteu e ele passou a ser um dos empreendedores mais ricos da Ásia e do Mundo.


5 - Konosuke Matsushita - Panasonic

Matsushita teve uma infância abastada, sua família trabalhava com grandes plantações no interior de Wakayama, no Japão. Porém, uma desvalorização repentina das commodities fez com que os Matsushita empobrecessem, e Konosuke teve de arranjar seu primeiro emprego aos nove anos de idade, em uma loja de carvão de Osaka, em 1904. Depois, até seus 15 anos, trabalhou em uma loja de bicicletas.

Sabendo que o futuro estava na eletricidade, buscou um emprego na Osaka Electric Light. Aos 22 anos, após uma série de desentendimentos com seus superiores, e lembrando-se de alguns conselhos de seu pai, resolveu empreender e montou sua própria loja, a Matsushita Electric.

As vendas não iam tão bem, e Konosuke, mal conseguia sobreviver com o que ganhava, porém após um pedido inesperado em grande quantidade, os negócios fluíram. Então, mudou-se para um local maior, expandiu sua produção e mudou o nome de sua empresa para Panassonic. A marca ficou conhecida por inovar, ao lançar lâmpadas a bateria para bicicletas, diferentes das que existiam na época, apenas a velas ou querosene. Também chamou a atenção por oferecer qualidade e preço baixo, chegando a ser o maior empresa do Japão.

6 - Jan Koum e Brian Acton - Whatsapp

Os dois fundadores do Whatsapp passaram por várias situações adversas, antes de conseguirem alcançar o sucesso com o aplicativo que lhes rendeu US$ 16 bilhões em dinheiro e ações após a sua venda para o Facebook.

Jan Koum, cresceu na Ucrânia, próximo a Kiev, e passou a infância em uma casa que não havia nem água corrente. Em 1992 após o falecimento do seu pai, ele e sua mãe mudaram-se para os Estados Unidos. Em 1997, sua mãe foi diagnosticada com câncer, e ele chegou a trabalhar varrendo o chão para arcar com as despesas da casa. Ainda na adolescência Koum aprendeu a lidar sozinho com o novo mundo que a internet passou a proporcionar, e passou a fazer testes de segurança a Ernst & Young. Um fato inusitado, é que Jan conseguiu seu primeiro computador somente aos 19 anos.

Após conseguir um emprego na Yahoo, no final dos anos 90, Koum conheceu Brian Acton que também trabalhava lá. Com o falecimento da mãe de Jan Koum, em 2000, seu novo colega ficou ao seu lado, e os dois continuaram fazendo coisas de Nerd.

Segundo a Forbes, com a bolha especulativa da internet, no início dos anos 2000, Acton perdeu milhões de dólares.


No ano de 2007, ambos saíram do Yahoo. Nesse período Brian Acton tentou se candidatar a vagas no Facebook, e no Twitter sendo rejeitado para ambas as empresas. Em 2009 o ucraniano Koum comprou um iPhone, e ao observar a recém criada Apple Store, os dois perceberam que uma nova tendência de aplicativos estaria surgindo. Foi desenvolvido então o Whattsapp, que soa em inglês como “o que está acontecendo?”, seu conceito era simples: enviar mensagens instantâneas pelo celular de maneira melhor que as mensagens de texto tradicionais.



Em menos de 5 anos e com apenas 55 funcionários, eles conseguiram revolucionar, não só a sua vida, como a forma que o Mundo se comunica.







7 - Silvio Santos

Nascido na Lapa, com o nome Senor Abravanel, o filho de imigrantes começou sua trajetória profissional aos 14 anos, como camelô vendendo capinhas para títulos de eleitor, logo após ser implantada a obrigatoriedade do voto no Brasil. Depois passou a vender canetas, quando foi pego por um fiscal da prefeitura. Por ter uma voz considerada potente, o fiscal resolveu levar o jovem Senor, até a Rádio Nacional, onde estava havendo um concurso de locução. Depois de concorrer com ninguém mais, ninguém menos que Chico Anysio entre outros concorrentes, Silvio Santos que ainda não era Silvio Santos, venceu o concurso e passou a integrar a grade da rádio. Empreitada que não durou muito, pois tinha maior lucratividade como camelô e resolveu voltar a essa profissão.

Nas voltas pra casa pela balsa que atravessava a Baía de Guanabara, percebeu que se fazia uma viagem triste, e resolveu implantar um sistema de som, e posteriormente um bar e um Bingo na Balsa. Com pouco tempo, ele já era o maior vendedor de cervejas da Empresa Antártica no estado do Rio de Janeiro. Porém depois de um tempo, a balsa sofreu um acidente e precisou ficar um tempo parada em um estaleiro.



Com suas operações na balsa interrompidas Senor recebeu um convite de um dos diretores da Antártica para ir tentar a vida em São Paulo, onde ele passou a apresentar alguns espetáculos em bares e sorteios em caravanas de artistas. Com esse trabalho, ele chamou a atenção de Manoel de Nobrega, que virou seu amigo, Manoel pediu que Silvio, lhe desse uma ajuda com um empreendimento que não ia bem, o Baú da Felicidade. Silvio abraçou a causa, e colocou o Baú nos trilhos, como agradecimento, recebeu de presente o Baú da felicidade pra si.

Nessa época ele já usava o nome que o tornaria famoso, o nome Silvio veio de como a sua mãe lhe chamava na infância, por não gostar do nome Senor, Rebeca chamava seu filho de Sílvio, enquanto o sobrenome Santos ele resolveu adotar, porque segundo o próprio Silvio, os santos sempre lhe ajudaram. Estava formado o nome artístico então, que a partir de 1961, passaria a ser conhecido também através da televisão, pela Tv Paulista. Com o sucesso na Tv, o Baú da Felicidade passou a render muito mais lucro, fazendo com que Sílvio Santos também investisse em outras empresas, eram os primórdios do Grupo Silvio Santos. No Ano de 1966, a Tv Paulista, transformou-se em Rede Globo, Sílvio convencido por Roberto Marinho, assinou um contrato de mais 4 anos com a emissora, mas depois de um tempo, com uma série de mudanças na grade da emissora, que fizeram com que seu programa mudasse de horário diversas vezes, isso irritou o dono do Baú, que saiu da emissora. Nesse mesmo ano, iria ao ar a TVS emissora fundada por Sílvio Santos que viria a se tornar em 1981 o SBT, que conhecemos hoje.

Em 1989, Silvio Santos quase se tornou presidente do Brasil, porém teve sua candidatura impugnada, por causa de alguns problemas com seu partido, e não pode concorrer.

Entre programas e quadros diferentes, Silvio Santos criou mais de 120 peças de entretenimento, dentre eles alguns que se destacam como o Roda-a-Roda, Jogo do Milhão, Em Nome do Amor, Casa dos Artistas e Tentação.



Essas histórias nos mostram que uma situação adversidade, não significa que você está fadado a viver para sempre na mesma condição, com criatividade, e muito trabalho, é possível sim passar de um momento desfavorável para um faturamento de milhões, ou até bilhões.

Algum desses empreendedores inspirou você? Conhece alguma história que não citamos aqui? Deixe-nos seu comentário

1 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn

Fique Conectado

Receba atualizações, aviso, conteúdos e dicas para a gestão do seu negócio.

 Softecsul Inovação

 

Centro de Inovação Órion Parque

Rua Heitor Villa Lobos, 525

São Francisco

Lages-SC/ Brasil, 88506-400

Softecsul - Indústria 4.0

Spin Aceleradora de Startups

Rua João Planincheck, 1990

Jaraguá Esquerdo

Jaraguá do Sul-SC/ Brasil, 89253-105

Fale conosco

         (49) 3289.5100

    

         softecsul@softecsul.com